Recently, The MMA Corner’s Aline Baktchejian Djehdian spoke with former UFC welterweight title challenger Jake Shields.

The pair discussed the fighter’s main event clash with Demian Maia at UFC Fight Night 29 on Oct. 9.

Below are versions in both English and Portuguese. Click the tab to switch the language.

[tabgroup][tab title=”English”]

What do you think about the game of Demian Maia ?

I’m a big fan of Demian. His jiu-jitsu is phenomenal, one of the best jiu-jitsu fighters in the UFC, if not the best. He goes in there and works his jiu-jitsu, which is what I like to do also . We have many similarities. I’m very excited for this fight.

You have the same fighting style as your opponent. How do you think this fight will unfold?

It will be an interesting fight. We are two grapplers, and I do not know what will happen if we fight standing or on the ground. I want it to be a jiu-jitsu fight, and I think Demian thinks so too. We have the same abilities for this fight. It will be awesome, I cannot wait to fight Maia.

Your coach is Cesar Gracie, and early in your career you trained with Chuck Liddell. Talk a bit about their coaches and your progression.

I do not train with Chuck, that was even earlier [with Liddell’s SLO Kickboxing Academy in 1999]. Cesar Gracie is my coach. I am a black belt in jiu-jitsu.

You’ve probably heard about the passionate Brazilian crowd. What do you think about them?

I’m not intimidated by the crowd. I’ll be the “bad guy” in the eyes of fans, the American outsider who came to fight. I have faced a Japanese fighter in Japan, but they are a more peaceful crowd. I fought Georges St-Pierre in Canada in his hometown, with 60,000 Canadians. I know it will not be silent in Brazil, probably be more. And now I hope so. It won’t be a problem.

What do you think of your career so far?

I believe I have done good things, but it’s far from over. I have already fought for the title and fought against the best fighters in the division. But my goal is to be the UFC champion. I believe that in a few years, I will be able to accomplish this.

Tell us about your last fight against Tyron Woodley

It was a very tough fight for me. He is a great wrestler, good takedowns, and is very strong. It was a very defensive fight on the ground, which made the fight more difficult, but I managed to win by judges’ decision.

What can your fans expect from Jake Shields?

They can expect the best. I want to show the best Jake Shields in this fight against Demian Maia, make a good fight and come home victorious.

[/tab][tab title=”Portuguese”]

O que pensa sobre o jogo do Demian Maia?

Sou um grande fã do Demian. O Jiu-Jitsu dele é fenomenal, um dos melhores lutadores de JJ do UFC, senão o melhor. Ele vai lá e resolve com o JJ que é o que eu mais gosto também de fazer. Temos muitas similariedades. Estou muito animado para essa luta.

Você tem o mesmo estilo de luta do seu adversário. Como acha que vai desenrolar esse combate?

Será uma luta interessante, somos dois grapplers e não sabemos o que vai acontecer, se vamos lutar de pé ou no chão. Eu queria que tivesse JJ e acho que Demian também pensa assim. Nós temos as mesmas habilidades para esse combate,vai ser demais, não vejo a hora de lutar contra o Maia.

Seu treinador é o Cesar Gracie e no início de sua carreira treinou com Chuck Liddell fale um pouco sobre seus treinadores e graduação.

Eu não treino mais com o Chuck, foi mesmo no início, o Cesar Gracie é o meu treinador. Sou faix a preta de JiuJitsu.

Você já deve ter ouvido falar sobre a apaixonada torcida brasileira. O que pensa a respeito?

Eu não estou intimidado com a torcida, eu serei o “cara mau”aos olhos da torcida, o americano que é de fora e veio lutar. Já enfrentei um japonês em Japão, mas eles são mais tranquilos para torcer rs. Eu lutei contra George Saint Pierre no Canadá na cidade natal dele para 60.000 torcedores canadenses. Eu sei que não será silencioso no Brasil, mais é algo que eu quero muito. E eu já espero por isso. Sem problemas.

Qual a leitur a de sua carreira até aqui

Eu acredito que realizei boas coisas. Mas acho que a in da não acabou, já fizum a luta pelo título, já lutei contra os melhores lutadores da categoria . Mas o meu objetivo para concretizar isso é ser o campeão do UFC, ter o cinturão. Acredito que em mais alguns anos conseguirei realizar isso.

Fale um pouco sobre a sua última luta contra Tyron Woodley

Foi uma luta muito difícil para mim,ele é um ótimo wrestler, coloca bem pra baixo e é muito  forte. Foi muito defensivo lutando uma parte do combate no chão o que deixou a luta mais difícil, mas consegui vencer  por decisão dos juízes.

O que seus fãs podem esperar de Jake Shields?

Podem esperar o melhor. Quero mostrar o melhor Jake Shields nessa luta contra o Demian Maia, fazer um bom combate e voltar para casa vitorioso.

[/tab][/tabgroup]

Photo: Jake Shields (Marcio Marum)

About The Author

Aline Bak
Staff Writer, Brazil

A native of São Paulo, Brazil, Aline began watching MMA with her father during the heyday of Pride in the early 2000's. Her passion for the sport soon turned to the UFC not long after. After attending UFC 134 in Rio de Janeiro and UFC 146 in Las Vegas, Aline was asked to recount her experience for Tatame—one of Brazil's biggest media outlets—and thus began her writing career. In addition to her work for The MMA Corner, she maintains her own site about MMA.